FÓRUM DO BEIÇOLA

De repinturas até pastéis
 
InícioInício  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  RSSRSS  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 FAB encontra pequenos vestígios [AF447]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lauro Air France
Em instrução
avatar

Número de Mensagens : 4
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro
Emprego/lazer : Aprendiz Administração Air France base GIG
Data de inscrição : 01/06/2009

MensagemAssunto: FAB encontra pequenos vestígios [AF447]   Ter 02 Jun 2009, 10:04



A Força Aérea Brasileira (FAB) informou na manhã desta terça-feira que conseguiu identificar "pequenos vestígios" de uma aeronave na mesma rota percorrida pelo Airbus A330-200 da Air France que desapareceu durante o voo 447, entre Rio de Janeiro e Paris, na noite de domingo para segunda-feira. De acordo com um porta-voz da Aeronáutica, os vestígios podem ser de poltronas, boias e destroços metálicos, além de possíveis manchas de querosene no mar. Os vestígios foram encontrados 650 quilômetros ao noroeste da ilha de Fernando de Noronha. Ainda não há, porém, como dizer se os destroços são do avião desaparecido.

Conforme a FAB, só um exame detalhado em alguma das peças recuperadas no Atlântico será capaz de confirmar a suspeita. A confirmação só poderá ser feita a partir de quarta-feira, quando os navios envolvidos na busca chegarem ao local. Os vestígios encontrados pela FAB estão localizados perto do arquipélago de São Paulo e São Pedro - a mesma região onde, na segunda, o piloto de um avião da TAM afirmou ter visto sinais amarelos, que poderiam indicar fogo, no Oceano Atlântico. A busca visual foi retomada na madrugada desta terça, com três aeronaves da FAB. O Airbus desaparecido tinha 228 pessoas a bordo.

"O primeiro avião, um Hércules C-130, decolou às 3h45 para chegar à zona de busca com o nascer do sol. Outro Hércules saiu às 4 horas e uma terceira aeronave iniciou voo às 4h40", afirmou uma fonte da FAB As três aeronaves decolaram de uma base aérea de Natal, o ponto continental mais próximo de Fernando de Noronha. Dois aviões militares franceses, um Breguet Atlantique e um Falcon 50, também participam das operações de busca. O ministro francês dos Transportes, Jean-Louis Borloo, afirmou que a prioridade absoluta das autoridades francesas é encontrar as caixas-pretas. Ele disse ainda que a zona onde provavelmente aconteceu a catástrofe aérea está "praticamente delimitada".

Manchas no mar - O Airbus A330 que fazia o voo AF 447 Rio de Janeiro-Paris decolou no domingo à noite do aeroporto Tom Jobim e deveria ter pousado no final da manhã de segunda-feira no aeroporto Charles de Gaulle de Paris, com 216 passageiros e 12 tripulantes a bordo. Durante a madrugada a aeronave desapareceu nos monitores de radar e toda a comunicação foi perdida com o Airbus. O Breguet Atlantique 2, um aparelho da patrulha marítima francesa, opera em uma área onde um piloto da TAM afirmou ter visto manchas de cor laranja na superfície do mar, explicou o capitão Christophe Prazuck.

A informação passada às autoridades brasileiras, que por sua vez repassaram a mesma às autoridades francesas, pelo piloto da TAM, que voava da Europa para o Brasil, foi a única que indicou algo fora do normal na área, mas até o momento não foi possível identificar se as manchas laranjas, detectadas na zona sob vigilância aérea senegalesa, seriam bóias ou pontos de fogo. "Recebemos as informações de um piloto brasileiro que disse ter visto reflexos na superfície da água, em uma posição coerente com a última posição conhecida do A330", declarou Prazuck. O Falcon 50 realiza voos mais próximo das costas brasileiras e deveria pousar no Brasil para reabastecimento.

Cem militares - Dois navios da Marinha francesa navegam em direção à provável região em que o avião desapareceu, onde devem chegar até o fim da semana. No Brasil, Marinha e Aeronáutica anunciaram na segunda que enviariam equipes para ajudar nas buscas do voo 447. O resgate usaria como apoio as bases militares de Natal (RN) e da ilha de Fernando de Noronha (PE) e começaria na região do Oceano Atlântico que a aeronave sobrevoava ao fazer seu último contato, após as 23h de domingo, próximo ao arquipélago. Ao todo, seriam cem os militares brasileiros envolvidos na operação.

'No meio do nada' - Na tarde de segunda, o vice-chefe da Comunicação Social do Comando da Aeronáutica, coronel Jorge Amaral, disse que a Aeronáutica ainda trabalhava com a hipótese de haver sobreviventes do voo 447. "Temos que trabalhar com a hipótese de sobrevivência enquanto não tivermos confirmação", disse o coronel. Ele acrescentou que a região onde está sendo feita a busca "é uma área no meio do nada". Por causa disso, o coronel explicou que é muito difícil a realização do trabalho de procura da aeronave. As autoridades brasileiras e francesas dizem ser impossível estimar um prazo para a missão.

Conforme comunicado divulgado pela Aeronáutica, um avião Hércules decolaria do Rio de Janeiro durante a madrugada para chegar ao local e iniciar as buscas logo ao nascer do sol. O comunicado informa ainda que os aviões de busca são equipados com botes e kits de sobrevivência para serem lançados ao mar. A bordo de um dos aviões envolvidos nos trabalhos estava uma equipe de elite para operações de busca e resgate do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (Parasar). Além da busca visual pelos destroços da aeronave Airbus A330, as equipes realizariam busca eletrônica na frequência de transmissão do localizador de emergência do avião desaparecido.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
FAB encontra pequenos vestígios [AF447]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» informações do voo AF447
» frases(ou pequenos textos) legais ou marcantes
» Jogos Pequenos (em tamanho) mas que são legais
» Passaredos Adesivados
» AF447 - Plano de vôo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
FÓRUM DO BEIÇOLA :: Principal :: Aviação Civil-
Ir para: